imprensa

OE 2015. Despesa com ensino básico e secundário cai 700 milhões de euros

Em transferências correntes o Estado estima gastar com o ensino básico e secundário 848 milhões de euros

A despesa com o ensino básico e secundário baixa 704,4 milhões de euros em 2015 face a 2014, caindo para os 5.539,5 milhões de euros, de acordo com a proposta do Orçamento do Estado para 2015.

De acordo com a proposta de Orçamento do Estado para 2015 a que a Lusa teve acesso, a despesa total consolidada prevista para 2015 para o ensino básico e secundário decresce 11,3% em comparação com 2014, ano em que se fixou em 6.243,9 milhões de euros.

A quebra da despesa do Estado representa quase a totalidade desse decréscimo, estando previsto um gasto de menos 661,7 milhões de euros, ou seja, menos 11,1% do que em 2014.

“No plano orçamental, na sequência dos ganhos de eficiência que têm vindo a ser conseguidos ano após ano, e considerando também o efeito demográfico da redução do número de alunos, esperam-se melhorias ao nível da gestão dos recursos educativos, nomeadamente através da reorganização da rede escolar e de uma maior eficácia nos processos de constituição de turmas, incluindo as turmas com contrato de associação. No global, estima-se que o conjunto das medidas sectoriais resultem em poupanças de aproximadamente 62 milhões de euros”, lê-se na proposta.

De acordo com a proposta, as transferências do Estado para o ensino particular e cooperativo caem em quase três milhões de euros, baixando dos 240 milhões de euros em 2014 para os 237,3 milhões de euros em 2015.

Já a educação pré-escolar vê o seu orçamento crescer em 5,1%, “devido ao alargamento da Rede de Educação Pré-Escolar e maior cobertura da Componente de Apoio à Família (CAF) e Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC)”, refere a proposta.

O orçamento do pré-escolar passa para 457,8 milhões de euros em 2015, depois de em 2014 se ter fixado nos 435,6 milhões de euros.

“A despesa com cobertura em receitas consignadas decresce 16,6% sobretudo devido à redução do financiamento do Fundo Social Europeu, atendendo à fase inicial de execução do novo quadro comunitário (2014-2020)”, explica a proposta.

No que diz respeito à despesa com pessoal o Estado estima gastar 3.927,2 milhões de euros, o que representa um peso de cerca de 70% da despesa com o ensino básico e secundário.

 

OE 2015: Federação Nacional de Educação supreendida com cortes para o sector

 


 

Fonte: http://www.ionline.pt/artigos/dinheiro-orcamento-estado-2015/oe-2015-despesa-ensino-basico-secundario-cai-700-milhoes

Sem comentários

Deixe uma resposta

*

*