fernando_savater

Fernando Savater: os professores estão abandonados

O desenvolvimento humano de uma sociedade pode ser medido por meio de dois fatores: o tratamento dispensado aos prisioneiros e aquele dado aos professores, em especial aos do ensino fundamental. É o que defende o professor de ética da Faculdade de Filosofia da Universidade de Madri, Fernando Savater.

O filósofo espanhol escolheu a segunda vertente, a educação, para dedicar a sua reflexão, e tenta fazê-lo de maneira inovadora: não só busca distinguir causas e efeitos da atual crise educacional em todos os âmbitos sociais, como também indica novas vias para superá-la e conclama políticos, professores e, sobretudo, os próprios jovens a discutir e participar plenamente dessa reflexão. Em entrevista à Revista Educação, Savater, conferencista do Fronteiras do Pensamento no mês de outubro, apresenta aquelas que considera as principais dificuldades da arte de educar.

Leia AQUI

Sem comentários

Deixe uma resposta

*

*